PC-AM deflagra operação policial, apreende 400 quilos de maconha tipo skunk e prende integrantes de grupo criminoso

 PC-AM deflagra operação policial, apreende 400 quilos de maconha tipo skunk e prende integrantes de grupo criminoso

 


 

400 quilos de maconha tipo skunk, que estavam sendo transportadas do município de Japurá para Tefé, foram apreendidos


A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), deflagrou operação policial que resultou na apreensão de 400 quilos de maconha tipo skunk, na prisão de cinco indivíduos e na apreensão de um adolescente de 16 anos. A ação ocorreu no rio Solimões, nas proximidades do município de Tefé (a 523 quilômetros de Manaus).

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (16/03), na sede da Delegacia Geral, situada na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona oeste, o delegado-geral adjunto Guilherme Torres parabenizou a exitosa ação dos policiais civis do Denarc, ocasionando a retirada de circulação deste material, bem como, a prisão dos envolvidos.

“Esta ação causa um impacto no crime organizado e reforça o trabalho de repressão ao tráfico de drogas, realizado pela PC-AM. Continuaremos atuando de forma intensa para combater essa e outras práticas criminosas, visando a segurança pública do Amazonas”, ressaltou.

De acordo com o delegado Rodrigo Torres, diretor do Denarc, os presos foram identificados como Francisco Ferreira da Silva, 75; Gilmar Correa de Assis, 35; Gutembergue Ferreira da Silva, 53; Moisés Duarte Gomes, 51; e Patryck da Silva Ciabra, 18.

“As investigações em torno do grupo criminoso iniciaram há, aproximadamente, 30 dias. As drogas foram recebidas pelos indivíduos no município de Japurá (a 744 quilômetros de Manaus) e, posteriormente, eles as transportaram para Tefé. No município, realizamos as diligências em torno da movimentação do grupo e conseguimos localizá-los naquela localidade, bem como, efetuar a apreensão do material ilícito e de uma embarcação do tipo pesqueiro”, disse.

Ainda conforme o titular, a operação contou com Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM) e da Delegacia Fluvial (Deflu).

O delegado Juan Valério, coordenador da Core-AM, ressaltou que o grupo atuou de forma operacional tática, dando apoio às equipes do Denarc, nesta operação que gerou um resultado significativo à segurança pública.

“A Core-AM estará sempre a postos para colaborar com a estrutura do Sistema de Segurança Pública do Estado, em combate ao crime organizado”, falou.

Procedimentos

Francisco, Gilmar, Gutembergue, Moisés e Patryck responderão por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menores.

O adolescente responderá por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas.

Todos ficarão à disposição do Poder Judiciário.


FOTOS: Erlon Rodrigues e Divulgação/PC-AM.

Postar um comentário

0 Comentários