Wilson Lima anuncia antecipação da campanha de vacinação contra a gripe no estado

 Wilson Lima anuncia antecipação da campanha de vacinação contra a gripe no estado

 



Amazonas recebeu, do Governo Federal, 1,7 milhão de doses da vacina contra Influenza e vai iniciar a campanha um mês antes dos demais estados brasileiros

O governador Wilson Lima anunciou, nesta quinta-feira (16/03), o recebimento de mais de 1,7 milhão de doses da vacina contra a gripe, o que permitirá iniciar, no Amazonas, a Campanha de Vacinação contra a Influenza 2023, com um mês de antecedência em relação ao restante do pais.

“Nós estamos em um processo de articulação junto às prefeituras e de preparação com as nossas equipes; e a gente vai divulgar as datas de quando essa vacina e essas campanhas acontecerão. Agora, de fato, é preciso que os pais se mobilizem para levar as crianças, os idosos também compareçam aos postos de vacinação para que todos estejam imunizados”, alertou Wilson Lima.

A campanha nacional de imunização contra a gripe ocorre, geralmente, na segunda quinzena do mês de abril. No entanto, no Amazonas, como explicou o governador, antecipar a vacinação é mais uma forma de prevenir a população amazonense da exposição ao vírus da gripe neste período chuvoso no estado.

“Temos um quadro significativo das síndromes respiratórias no início do ano, por conta do período de chuvas, e a gente consegue antecipar em 30 dias essa campanha de vacinação. Seguindo a determinação do governador Wilson Lima, já temos um compromisso do governo federal de, neste ano de 2023, a vacinação começar no último trimestre do ano”, informou o titular da Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM), Anoar Samad.

O público-alvo da vacina será crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas, trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos e mais, professores das escolas públicas e privadas, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e pessoas com deficiência permanente.

Também estarão entre as prioridades de vacinação profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas

*FOTOS*: Antônio Lima e Diego Peres / Secom

Postar um comentário

0 Comentários