Polícia Civil do Amazonas prende trio por extorsão mediante sequestro, cárcere privado e roubo

 

Polícia Civil do Amazonas prende trio por extorsão mediante sequestro, cárcere privado e roubo

 


 

Ação criminosa ocorreu na madrugada de terça-feira (15/08), no município de Iranduba

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) por meio da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), deflagrou operação, na quarta-feira (16/08), que resultou nas prisões de Allan Marinho dos Santos, 20; Michel Ferreira de Oliveira, 27, e Rafael Lelis Moreira, 30, por envolvimento nos crimes de extorsão mediante sequestro, cárcere privado e roubo de um empresário do ramo imobiliário, de 36 anos.

A ação contou com o apoio dos Departamentos de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), Investigação sobre Narcóticos (Denarc), Polícia do Interior (DPI), Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM), 7° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Durante coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral (DG), estiveram presentes o delegado-geral da PC-AM, Bruno Fraga; e os delegados Raul Augusto Neto, titular da 31ª DIP de Iranduba; George Gomes, titular do 7° DIP; Mário Paulo Teles, diretor do DRCO; Juan Valério, coordenador da Core-AM; e Paulo Mavignier, diretor do DPI.

Na ocasião, o delegado-geral destacou o apoio de todas as equipes envolvidas nessa operação exitosa, que culminou nas prisões desses três homens, e no resgate da vítima com sua integridade física preservada.

“Na madrugada de terça-feira (15/08), por volta das 2h30, tomamos conhecimento que criminosos haviam invadido a casa de uma família na rodovia AM-070 (Manoel Urbano), em Iranduba, e feito as vítimas de reféns, que culminou no sequestro de um homem. Rapidamente iniciamos as diligências, e empenhamos todos os esforços necessários, a fim de solucionar o fato”, enfatizou Fraga.

Conforme o delegado Raul Augusto Neto, na ocasião do crime, além da vítima que foi sequestrada, também estavam no local a sua esposa e seus dois filhos de 14 e 18 anos, que foram agredidos pelos infratores e ameaçados de morte. Do local, os criminosos levaram aparelhos celulares e obrigaram o empresário a entrar em seu próprio carro, em seguida, o levaram para um cativeiro no bairro Novo Israel, zona norte de Manaus.

“A partir disso, nos empenhamos nas investigações para que todos os envolvidos na ação criminosa fossem identificados e presos, e ontem conseguimos localizar o cativeiro e resgatamos a vítima. Na ocasião, Allan, Michel e Rafael foram presos, já outros dois conseguiram fugir, e as diligências continuarão para localizá-los”, disse o delegado.

Segundo o delegado Mário Paulo Teles, a equipe do DRCO foi acionada tendo em vista que se tratava de um caso delicado, onde o principal objetivo era garantir a integridade física da vítima que se encontrava em cárcere.

A autoridade policial contou que os sequestradores pediram um valor para o resgate, a partir de então, foi acompanhada toda a negociação. Após o pagamento ser realizado, eles deixaram a vítima em um ramal no Tarumã, zona oeste. No entanto, os policiais monitoraram o veículo e o interceptaram em seguida.

“Três foram presos, dois fugiram e outros dois foram a óbito. Esse não é o desfecho que desejamos, mas toda vez que criminosos colocarem em risco a integridade de policiais ou de qualquer cidadão, nós vamos utilizar todos os meios necessários para fazer cessar essa ameaça”, afirmou Teles.

Policiais da Core-AM também foram acionados para dar apoio tático operacional à ação. Conforme o delegado Juan Valério, a partir das informações de inteligência recebidas das equipes investigativas, o grupo tático prestou todo o auxílio necessário para o melhor desfecho possível da ocorrência, no entanto, dois infratores foram alvejados e a óbito, após confrontarem os policiais.

As investigações em torno do caso irão continuar para localizar e prender todos os envolvidos.

Procedimentos

O trio responderá pelos crimes extorsão mediante sequestro, cárcere privado e roubo. Todos serão encaminhados a audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.


FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM.


Postar um comentário

0 Comentários