Nova fase da Operação Ao Nascer do Sol apreende drogas e resgata adolescente de cárcere privado, em Manacapuru

 

Nova fase da Operação Ao Nascer do Sol apreende drogas e resgata adolescente de cárcere privado, em Manacapuru

 


 

O desdobramento da operação é fruto de denúncias sobre o armazenamento de drogas no bairro Biribiri, naquele município


A terceira fase da Operação Ao Nascer do Sol, deflagrada nesta sexta-feira (10/11) pela Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), apreendeu grandes porções de maconha tipo skunk e resgatou uma adolescente de 17 anos, que estaria, supostamente, vivendo em cárcere privado. Um indivíduo identificado como Jucilane Pires do Nascimento, conhecido como “Silas”, foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Rafael Allemand, titular da unidade policial, o resultado desta fase da operação, que visa o combate ao tráfico de drogas doméstico, é fruto de denúncias de que Jucilane estaria armazenando o material entorpecente em sua residência, situada no bairro Biribiri, naquele município (a 68 quilômetros da capital).

“Além do armazenamento das drogas, a denúncia informava que o indivíduo estaria, supostamente, mantendo a adolescente em cárcere privado em sua casa. Ela teria fugido do município de Tapauá (a 449 quilômetros de Manaus) para morar com Jucilane em Manacapuru”, contou.

Conforme o titular, na tarde desta sexta, os policiais civis foram ao local checar as duas informações e encontraram as porções de maconha, confirmando a denúncia a respeito do armazenamento. Jucilane já responde outros processos criminais, inclusive, na cidade de Tapauá.

“A adolescente estava no local, foi resgatada, no entanto nega a informação de que estaria sendo mantida em cárcere. Ela foi encaminhada à Delegacia Especializada de Polícia (DEP) do município, para ser entregue aos pais”, enfatizou.

Procedimentos

Jucilane foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e ficará à disposição da Justiça.



Postar um comentário

0 Comentários