Ranking Folha: curso de Direito da UEA é o melhor do Amazonas

 

Ranking Folha: curso de Direito da UEA é o melhor do Amazonas

 


 

Dentre as universidades, a UEA aparece entre as 100 melhores instituições do Brasil, na 90ª colocação

O curso de Direito da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) foi o mais bem avaliado entre as instituições de ensino do Amazonas listadas no Ranking Universitário Folha (RUF), divulgado nesta segunda-feira (13/11). No ranking nacional, o curso está na 59ª posição.

Dentre as universidades, a UEA aparece entre as 100 melhores instituições do Brasil, na 90ª colocação. O resultado marca um avanço significativo desde o último ranking, lançado em 2019, em que a universidade aparecia no 104º lugar.

Segundo o reitor da UEA, André Zogahib, o destaque para o curso de Direito reflete os esforços do trabalho integrado realizado no âmbito da universidade com o objetivo de promover educação de qualidade na região Norte.

“Realizamos um trabalho intenso junto às unidades acadêmicas para fortalecer as ações de ensino dos cursos de graduação e pós-graduação. Essa é uma conquista que, sem dúvidas, simboliza um avanço significativo para a nossa comunidade acadêmica”, disse.

Ele explica, ainda, que o melhor desempenho da universidade em relação à última avaliação resume as ações da gestão superior realizadas em todas as áreas da universidade. “Ficamos felizes com esse salto positivo no ranking e seguimos com o objetivo de avançar ainda mais”, explicou.

O coordenador do curso de Direito da universidade, Ricardo de Albuquerque, explica que o resultado foi possível graças ao investimento da universidade no tripé de ensino, pesquisa e extensão.

“Temos trabalhado muito para que os alunos produzam e, além disso, nossa prática jurídica tem formado excelentes profissionais. É um curso que não somente ensina, mas incentiva a pesquisa e faz extensão com a comunidade e isso é muito importante”, comentou.

O diretor da Escola de Direito da UEA, Alcian Pereira, afirma que o resultado é extremamente positivo, por tratar-se de um cenário com mais de 1.000 cursos de Direito existentes no Brasil. “Reflete os avanços institucionais na qualificação docente e fortalecimento da pesquisa, considerando reflexos nacionais e internacionais, nas ações e projetos de inovação”, disse o diretor.

Sobre o Ranking

Em sua nona edição, o ranking traz uma avaliação inédita de todas as 203 universidades ativas (públicas e privadas) e dos mais de 18 mil cursos presenciais oferecidos nas 40 carreiras de maior demanda do país. Desde 2012, a iniciativa classifica as melhores universidades e cursos. As instituições são avaliadas a partir de cinco indicadores: qualidade do ensino, pesquisa científica, mercado de trabalho, inovação e internacionalização. 

As análises são desenvolvidas por uma equipe da Folha, a partir da coleta de dados em bases de patentes brasileiras, de periódicos científicos, do Ministério da Educação (MEC) e em pesquisas nacionais de opinião promovidas pelo Datafolha.

 

FOTOS: Arquivo/UEA 

 

Postar um comentário

0 Comentários