Débora Menezes assegura junto ao Governo do Estado, permanência das Escolas Cívico-Militares no Amazonas

 Débora Menezes assegura junto ao Governo do
Estado, permanência das Escolas Cívico-Militares no Amazonas




A deputada Débora Menezes (PL) articulou junto ao governador
Wilson Lima e a Secretaria de Educação do estado (SEDUC), a
continuidade das escolas Cívico-Militares no Amazonas. O programa
corria risco de acabar, após o Governo Federal encerrar a parceria
com as Forças Armadas para o modelo de ensino no país.
A parlamentar sensibilizou o governador Wilson Lima, que entusiasta
do programa, garantindo a continuidade das escolas Cívico-Militares
com recursos do orçamento do Estado. No Amazonas, sete escolas
são contempladas, seis em Manaus e uma em Tabatinga.
A deputada visitou as instituições e dialogou com pais; alunos;
professores e direção escolar constatando melhorias na
aprendizagem, além da redução da evasão escolar; diminuição dos
índices de violência; melhorias no trabalho da Segurança Pública e a
elevação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB),
no Amazonas.

Débora Menezes compartilhou a notícia e agradeceu ao governador
Wilson Lima em assegurar a continuidade do programa e à secretária
de Educação Kuka Chaves.
"Caros, pais, mães e alunos das escolas militares quero compartilhar
uma notícia excelente para todo o Amazonas. Estive na sede do
Governo do Estado, juntamente com o governador Wilson Lima e
secretária de Educação Kuka Chaves, para termos a garantia que
todas as escolas Cívico-Militares do Amazonas irão permanecer. Fico
muito feliz com essa conquista. Gostaria de agradecer ao governador
pela acertada decisão em manter um programa que só trouxe
benefícios para os estudantes amazonenses", destacou a deputada.

A deputada reforçou o compromisso com o programa educacional,
destacando os benefícios à comunidade, como o aumento nos índices
do IDEB e a promoção de valores essenciais para a juventude.

A parlamentar destacou ainda o empenho do Governo do Estado, em
garantir recursos do orçamento estadual, para o funcionamento
contínuo das escolas Cívico-Militares no próximo ano.
“O Governador Wilson Lima, desde o primeiro momento, demonstrou
entusiasmo pelo programa, reconhecendo sua importância ao
Amazonas, juntamente com o apoio da secretária de Educação Kuka
Chaves”, avaliou.

Programa

Lançado, em 2019, durante a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro,
o Programa Educacional das Escolas Cívico-Militares (PECIM)
conquistou resultados promissores no Amazonas, proporcionando
educação de qualidade sustentada em princípios cívicos, que
contemplam não somente o desenvolvimento intelectual dos
estudantes, mas também valores éticos e morais necessários para a
formação de cidadãos conscientes e responsáveis com a sociedade.

O governador sempre foi um entusiasta do programa constatando os
benefícios que as escolas Cívico-Militares trazem em relação à
segurança; aumento dos índices do IDEB; manutenção dos princípios
e valores essenciais para formação dos jovens e construção de uma
sociedade melhor.
"Recebi a deputada Débora Menezes, que tem uma preocupação com
a continuidade do PECIM, interrompido pelo Governo Federal.
Juntamente com a Secretária de Educação, Kuka Chaves, firmo o
compromisso que o programa de ensino continuará no Amazonas",
garantiu o governador Wilson Lima.

A permanência dessas instituições em parceria com as Forças-
Armadas, de acordo com Menezes, reflete um compromisso com a
educação, segurança e valores fundamentais para o desenvolvimento
da sociedade amazonense.
“Tenho certeza de que todo o povo do Amazonas ganhará com a
continuidade dessas escolas Cívico-Militares", reiterou a


parlamentar.

Postar um comentário

0 Comentários